Arquivo da tag: sociais

The Economist pergunta: ricos devem pagar mais impostos?

3311333042_5687ff4ca6_m

Imagem: The Croopier 

O site da revista The Economist está com uma enquete interessante. A pergunta é: os ricos deveriam pagar mais impostos para reduzir as desigualdades sociais? A votação online – que por ora segue empatada – vai até o dia 17 de abril (para votar é necessário fazer cadastro).

Vale a pena dar uma olhada nos vários artigos de opinião à disposição na página (contra e a favor, em inglês) – iluminam um debate atual.

Em sua versão impressa, a revista lembrou, recentemente, que aumentou a diferença de renda nos EUA nos últimos 30 anos: em 1979, 0,1% dos americanos mais ricos tinham renda 20 vezes superior à dos 90% mais pobres; em 2006, essa diferença pulara para 77 vezes (fruto, diz a revista, entre outros, da “financeirização” da riqueza – ou, nas minhas palavras, do milagre da reprodução de derivativos). Este fator – bem como a recente crise, cuja conta produzida por financistas (ricos) é paga pelos contribuintes – alimentaram, sugere a revista, o ressentimento contra os “ricos” de modo geral.

Enfim, um bom debate.

Deixe um comentário

Arquivado em Economia

The Economist: média de “amigos” no Facebook é de 120

2784193777_259d47a147_m3
Imagem: pôster boy

A revista britânica The Economist traz um bom artigo sobre redes sociais online como Facebook e Twiter.

A publicação pediu a um sociólogo que calculasse a quantidade de “amigos” mantidos, em média, pelo usuário do Facebook (provavelmente nos EUA, o texto não deixa claro). O resultado: 120.

Desses 120, porém, a pessoa mantém uma relação online mais estreita – ou interage de modo continuado – com apenas 7 outros usuários no caso de homens, e 10 no de mulheres.

A revista sugere que, nesses tempos digitais, “os humanos podem estar expondo suas vidas de maneira mais intensa. Mas os círculos de intimidade não se alteram”.

Taí uma boa tese de psicologia social.

A revista lembra ainda um estudo de um antropólogo da Universidade de Oxford, Robin Dunbar, segundo o qual “o poder cognitivo do cérebro limita o tamanho de redes sociais que um indivíduo – de qualquer espécie – pode manter”.

 

 

3 Comentários

Arquivado em Internet