Arquivo da tag: números

A Internet e as mulheres no Brasil

Pesquisando recentemente sobre o uso da Internet no Brasil me deparei com os números oficiais da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) do IBGE, de 2008. Para quem precisa de dados confiáveis, aqui segue o link.
É interessante notar que nas regiões Norte e Nordeste do país, as mulheres acessam a Internet tanto quanto os homens. No Norte, 27,6% das mulheres acessaram a rede nos 3 meses anteriores à pesquisa; entre eles, o índice é de 27,4%. Já no Nordeste, 25% das mulheres acessaram a rede, contra 25,2% dos homens.
Já no Sudeste, 42,1% dos homens acessam a rede, contra 38,6% das mulheres; e no Sul, 39,9% dos homens acessam, contra 37,6% das mulheres.
Ou seja: embora o acesso no Norte/Nordeste seja mais baixo, a Internet é relativamente mais importante para as mulheres (estão em pé de igualdade, digamos assim) naquela região.
E as mulheres são mais sérias também. Se ambos os sexos acessam a Internet principalmente para se “comunicar com outras pessoas”, entre os homens a segunda opção é por “lazer”. Já entre as mulheres, o segundo motivo do acesso é por “educação e aprendizado”.
Enfim, números.

2 Comentários

Arquivado em Internet, Mídia, Mulheres, Uncategorized

Pesquisa: uso de blogs cai entre jovens nos EUA

Imagem: Sebastian Fritzon

Para quem acompanha as tendências no uso da Internet, uma boa fonte é o Pew Research Center. Em uma recente pesquisa, o centro identificou uma queda no uso de blogs por adolescentes e jovens nos EUA, que migram para redes sociais.

 Em 2006, 26% dos adolescentes usuários da Internet “blogavam”. O percentual caiu para 14% em 2009. Há quatro anos, 76% deixavam comentários em blogs de amigos, contra 52% no ano passado.

 Os números para jovens entre 18 e 29 anos apontam para a mesma tendência.

 Já entre adultos acima de 30, o uso de blogs subiu de 7% para 11% entre 2007 e 2009. Em todas as faixas etárias aumentou o uso das redes sociais, como Facebook, MySpace e Linkedin.

 O estudo pode ser acessado aqui (em inglês).

2 Comentários

Arquivado em Internet

Uma nota sobre preços & lucros

2864265915_bd711ebd53_m

 Imagem:  Poster Boy Subway Art

Folheando o livro “Marketing para o Século XXI”, do consultor e professor americano Philip Kotler, me deparei com uma tabela curiosa. O autor (provavelmente citando dados de terceiros) apresenta estimativas de quanto sobe o lucro das empresas quando estas aumentam seus preços. Reproduzo abaixo.

Quando um produto sobe de preço 1%, quanto aumenta o lucro da empresa que o comercializa?

Para a Coca-Cola o lucro sobe 6,4%

Fuji Photo – 16,7%

 Nestlé – 17,5%

Ford – 26%

Philips – 28,7%

 (página 130; o livro é de 1999).

1 comentário

Arquivado em Economia

Cinema Meio Real

145087521_7e877def3f

Imagem: Sugu

Em uma palestra recente no Rio o cineasta Jorge Furtado (Ilha das Flores, O Homem que Copiava) contou uma história legal. No Sul, diz ele, uma organização da sociedade civil realiza sessões de cinema. Como o ingresso custa 50 centavos, o nome da iniciativa é: “Cinema Meio Real”. Achei que valia o registro…veja aqui o blog deles (ou delas, já que trata-se, vi no google, do Ponto de Cultura Maria Mulher).

E ele citou um dado interessante sobre a indústria cinematográfica. Segundo Furtado, em 2008 foram produzidos 153 longa-metragens no Brasil; destes, apenas 50 chegaram às salas de exibição, sendo que 40 não ultrapassaram a marca dos 30 mil espectadores (o que não lota um Pacaembu). Em outras palavras: dos filmes brasucas, dois ou três fazem para lá de 1 milhão de público; o restante ou não é exibido ou atinge margens baixas de audiência (uma minoria fica no meio termo, entre 200 mil e 400 mil espectadores).

Talvez seja o caso de relativizarmos um pouco o termo “retomada” quando falarmos da produção nacional de filmes…

2 Comentários

Arquivado em Cultura

Jovens negros morrem mais no Rio

zfnvfeh

Imagem: Dias de Fúria/Cris Bierrenbach

Recebi recentemente um texto da cientista social Silvia Ramos – coordenadora do Centro de Estudos de Segurança e Cidadania (CESeC) da Universidade Candido Mendes (RJ) – no qual ela compila diversos dados sobre violência.

Chama a atenção um gráfico sobre o Rio de Janeiro, onde a taxa de homicídios de jovens negros entre 22 e 25 anos atinge picos de 400 por 100 mil habitantes.

Este índice é oito vezes superior à taxa de homicídio juvenil no Brasil (51,5 por 100 mil habitantes). É também mais de quatro vezes a taxa de homicídio juvenil em El Salvador (92,3 por 100 mil), o país onde a violência mais atinge os jovens no mundo, de acordo com tabela apresentada por Silvia Ramos.

Quando ouvirmos falar que há um genocídio contra a população negra e jovem, bem talvez não seja exagero. E não só no Rio: na média nacional, as taxas de homicídio de homens são bastante superiores para negros na faixa etária que vai dos 20 aos 32 anos.

Que passa?

Deixe um comentário

Arquivado em Cidadania

Brasil é um dos países com mais presos no mundo

3431954625_b70a303d89_m

Imagem: pôster boy

Em números absolutos, o Brasil é um dos países com mais presos no mundo (atrás apenas de Estados Unidos, Rússia e China). Por aqui são 440 mil pessoas presas, ou 277 para cada 100 mil habitantes.

Os Estados Unidos são, de longe, os que mais encarceram: lá há 756 presos para cada 100 mil habitantes.

 O estudo completo, realizado pelo International Centre for Prison Studies, você pode acessar aqui (PDF, em inglês). Os dados dizem respeito a 2008.

12 Comentários

Arquivado em Justiça