Arquivo da tag: militares

Quem são os maiores fabricantes de armas do mundo?

O site da revista britânica The Economist publicou recentemente uma lista com os principais fabricantes de armas do mundo (veja abaixo). Em primeiro lugar aparece a BAE Systems, da Inglaterra, com ganhos superiores a US$ 30 bilhões no ano de 2008 (o que no Brasil manteria o programa Bolsa Família por 4 anos).
A maior parte das companhias, porém, é americana. Escreve a revista: “O enorme orçamento de defesa dos EUA – que deve atingir US$ 700 bilhões em 2010 – garante oportunidades de negócios para as empresas locais (americanas) da indústria de defesa”.
No total, os 100 maiores fabricantes de armas venderam o equivalente a US$ 385 bilhões em 2008 – um acréscimo de US$ 39 bilhões em relação a 2007. A fonte dos dados (com freqüência utilizada pela The Economist) é o Stockholm International Peace Research Institute. Veja aqui mais detalhes.

3 Comentários

Arquivado em Economia

Orçamento militar dos EUA pagaria 82 anos de Bolsa Família

Os gastos militares dos EUA sobem continuamente desde 1998, quando foram consumidos 274 bilhões de dólares. Em 2008, a cifra atingiu 607 bilhões de dólares.

 As informações são do Stockholm International Peace Research Institute.

 E a conta vai subir, já que orçamento militar para 2010 (assinado por Obama) chega a 660 bilhões de dólares. Para fabricantes de armas como Lockheed Martin, Northrop Grumman e Boieng Co, o céu é de brigadeiro.

E uma comparação: o orçamento militar dos EUA deste ano patrocinaria, no Brasil, 82 anos do Programa Bolsa Família (levando-se em conta que orçamento do programa para 2010 é de R$ 13,7 bilhões e considerando um câmbio de 1 para 1.7).

 Ou o Bolsa Família é um trocado ou o gasto com armas exorbitante. Ou ambos.

3 Comentários

Arquivado em Política Internacional

De onde vem o dinheiro dos Talibans?

3594186803_71984a6175_m

 Imagem: Moslihh

 Para quem acompanha notícias internacionais, particularmente o que acontece no Afeganistão, recomendo um texto da jornalista americana Jean Mackenzie, correspondente do Global Post em Cabul (aqui traduzido para o português pelo blog ODiario.info).

A jornalista diz que, diferentemente do que se acredita, o dinheiro dos Talibans não vem majoritariamente do comércio de ópio (o Afeganistão é o principal fornecedor de papoulas para heroína), mas sim de Estados do Golfo Pérsico e de recursos desviados…dos próprios americanos.

Segundo Mackenzie, os talibans necessitam de algo entre US$ 100 milhões e US$ 300 milhões ao ano para manter sua máquina de guerra. Ela aponta que boa parte do dinheiro advém de extorsões e cobranças por proteção a construtoras afegãs contratadas pelo governo dos EUA (e de outras fontes internaconais) para tocarem obras pelo país, como estradas e pontes.

Mackenzie apurou que quando fecha um contrato para obras em áreas sob influência dos Talibans, a construtora já separa 20% para os próprios. Uma espécie de pedágio, onde os Talibans permitem o término da obra, para muitas vezes, destruí-la depois (ou seja, após todos terem recebido a sua parte).

Eis a lógica da guerra na Ásia Central….

Deixe um comentário

Arquivado em Política Internacional

Está tudo dominado no Exército?

Participei recentemente de uma entrevista com um especialista em segurança pública do Rio para um documentário. A pessoa, que já teve passagem pelo governo estadual e conhece bem o assunto, disse que “o tráfico já está instalado nas Forças Armadas”. Segundo lhe contou uma fonte militar, a presença de facções (do tráfico) já interfere no cotidiano de quartéis.

Está “tudo dominado”, será?

Se verdadeira, a informação não ajuda no lobby pró Exército nas favelas cariocas. A idéia vem circulando, tendo como premissa o “sucesso” da experiência das tropas brasileiras no Haiti. Sucesso entre haspas, já que a atuação militar (contigentes de paz da ONU) naquele país recebe frequentemente críticas por conta de violações aos direitos humanos.

Deixe um comentário

Arquivado em Cidadania