Arquivo da tag: McCain

Joe, o encanador

Depois da candidata a vice republicana, Sarah Palin, a campanha nos EUA ganhou um novo personagem-paródia: Joe, The Plumber (Joe, o encanador). O encanador de Ohio interpelou o candidato democrata Barack Obama a respeito de impostos; a cena foi filmada e agora vem sendo lembrada pelo republicano John McCain — que citou o encanador diversas vezes no debate de ontem, na linha “eu estou com você Joe” (contra aumento de impostos, bandeira republicana).

Um dos resultados desta superexposição de Joe (na verdade, Joe Wurzelbacher — já uma febre no youtube), é que ontem, logo após o debate, quase 1% de todas as postagens de blogs monitorados pela empresa Nielsen, nos EUA, tinham como tema…Joe, o Encanador — veja o gráfico. (o site da empresa informa que 94 milhões de blogs são “pesquisados”).

Abaixo, o encontro de Obama com Joe (cena editada) colocada no youtube pela Associated Press:

Deixe um comentário

Arquivado em Mídia, Política Internacional

Audiência menor no terceiro debate Obama X McCain

 

O blog da empresa Nielsen (que mede audiências de mídia no EUA) informa que a audiência de TV do terceiro e último debate entre Barak Obama e John McCain, ontem, foi menor (38,3% das casas com TV, ou 56.5 milhões de especatadores) do que a do segundo debate, da semana passada (42% das casas com TV, ou 63.2 milhões de espectadores).

Uma possível explicação dada pela Nielsen é que na hora do debate havia uma concorrência forte, o jogo de beisebol Los Angeles Dodgers x Philadelphia Phiilies.

Mas o fato é que as audiências de TV de debates presidenciais nos EUA são atualmente mais baixas (em números totais de telespectadores) do que as dos anos 1960/70 e 80, como mostra o gráfico abaixo retirado do site da revista Economist.

Deixe um comentário

Arquivado em Mídia, Política Internacional, Uncategorized

Obama X McCain

 Quem ganhou o primeiro debate presidencial nos EUA, Barack Obama ou John McCain?

 

Pelas pesquisas de opinião realizadas logo após o embate, Obama.

 

Mas um site nos Estados Unidos está fazendo esta pergunta diretamente aos internautas (somente residentes nos EUA podem votar, infelizmente). Mesmo assim, vale a pena dar uma olhada (para resultados clique em “more details”, depois “view results”): http://vote.com

 

O Vote.Com foi fundado por Dick Morris (que escreveu um livro com este título), um dos estrategistas de Bill Clinton na campanha de 1996 (e posteriormente afastado do staff presidencial por conta de um escândalo sexual, bem ao estilo americano).

 

Mas o conceito do site é interessante: os internautas votam em assuntos de interesse público e depois os resultados são enviados às pessoas envolvidas com a matéria (no caso, as campanhas de Obama e McCain). De acordo com o site, 1,7 milhão de americanos estão cadastradas para registrarem seus votos sobre os mais diferentes temas.

 

E nas entrelinhas: Morris disse a este jornalista em 2000, para matéria no jornal Valor Econômico, que ganha (ou àquela época pretendia ganhar) dinheiro com o site através do cadastro de usuários. Ao longo das votações, as pessoas são cadastradas (é necessário fornecer e-mail e caixa postal), formando um banco de dados – posteriormente as informações são passadas adiante para empresas (principalmente de pesquisas) interessadas em se comunicar com diferentes públicos-alvo. Segundo Morris, os internautas ficam livres de spams (será?) e respondem a futuras pesquisas de empresas interessadas apenas se quiserem, em geral em troca de algum brinde ou vantagem.

 

Os anglo-saxões não dão ponto sem nó….

 

Abaixo os primeiros 10 minutos do debate (a primeira pergunta é sobre a atual crise financeira):

 

Deixe um comentário

Arquivado em Mídia, Política Internacional