Arquivo da tag: ibge

A Internet e as mulheres no Brasil

Pesquisando recentemente sobre o uso da Internet no Brasil me deparei com os números oficiais da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) do IBGE, de 2008. Para quem precisa de dados confiáveis, aqui segue o link.
É interessante notar que nas regiões Norte e Nordeste do país, as mulheres acessam a Internet tanto quanto os homens. No Norte, 27,6% das mulheres acessaram a rede nos 3 meses anteriores à pesquisa; entre eles, o índice é de 27,4%. Já no Nordeste, 25% das mulheres acessaram a rede, contra 25,2% dos homens.
Já no Sudeste, 42,1% dos homens acessam a rede, contra 38,6% das mulheres; e no Sul, 39,9% dos homens acessam, contra 37,6% das mulheres.
Ou seja: embora o acesso no Norte/Nordeste seja mais baixo, a Internet é relativamente mais importante para as mulheres (estão em pé de igualdade, digamos assim) naquela região.
E as mulheres são mais sérias também. Se ambos os sexos acessam a Internet principalmente para se “comunicar com outras pessoas”, entre os homens a segunda opção é por “lazer”. Já entre as mulheres, o segundo motivo do acesso é por “educação e aprendizado”.
Enfim, números.
Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Internet, Mídia, Mulheres, Uncategorized

O que é prioridade: fazer um muro ou uma creche?

1470755802_e29d198fdb_m

Pão de Açúcar visto do Santa Marta
Imagem: Márcia Mesquita 

Como muitos sabem, o Morro Santa Marta, em Botafogo, no Rio, está ocupado “socialmente” pela Polícia Militar. É um experiência piloto. A idéia é aliar a presença da polícia a melhoras sociais, com o apoio dos governos municipal, estadual e federal.

Mas uma das iniciativas já anunciadas pela prefeitura é construir um muro ladeando a favela, para evitar sua expansão.

E no alto do morro, o que era para ser uma escola “virou” – após a “ocupação social”  —  posto de policiamento (o prédio vinha sendo construído há anos e incomodava parte dos moradores do “asfalto”, pois temia-se que o local virasse um “bunker” do tráfico).

A simbologia desses fatos não parece boa.

Os dados do IBGE para Botafogo apontam, por exemplo, que 61% das crianças de 4 anos estão fora da escola nas favelas do bairro (no asfalto o índice é de 15%); entre as crianças de 3 anos, 27% nas favelas são sem-creche (contra 5% no asfalto).

Não seria melhor começar uma “ocupação social” por oferecer mais vagas em creches?

Deixe um comentário

Arquivado em Cidadania

No IBGE, favelas são “áreas subnormais”

favela2 

Imagem: vista noturna da favela Santo Amaro, na Glória (RJ), por Wilson Oliveira  (woliveirajunior@yahoo.com.br).
Soube recentemente que nas estatísticas do IBGE as zonas de favelas são denominadas, para fins censitários, como “áreas subnormais”.

Não está na hora de mudar esta nomenclatura??

E a propósito: para quem quer saber mais sobre a história das favelas do Rio (são mais de 700) recomendo o site da prefeitura – você coloca o nome da favela e aparecem várias informações e, muitas vezes, fotos aéreas. Chama-se Sistema de Assentamentos de Baixa Renda.

3 Comentários

Arquivado em Cidadania