Cidadãos tornam-se acionistas de empresas para fazerem denúncias

Pescador se prepara para depoimento em reunião de empresa alemã

Lendo o ótimo site Fazendo Media fiquei sabendo de uma estratégia curiosa adotada por cidadãos para fazerem denúncias contra grandes grupos econômicos que afrontam seus interesses (tarefa, diga-se, das mais inglórias). Funciona assim: eles compram ações das empresas e tornam-se “acionistas críticos” (ao que parece a prática é comum na Alemanha). Por portarem ações, eles ganham assento nos encontros anuais de acionistas, com direito à voz – e soltam os lagartos.

Foi o que fez um pescador do Rio de Janeiro que, apoiado por organizações da sociedade civil, participou, no ultimo dia 21 de janeiro, de um encontro de 2 mil acionistas da Thyssenkrup na Alemanha. A empresa lidera a instalação da Companhia Siderúrgica do Atlântico (TKCSA), na Zona Oeste do Rio, em parceria com a Vale do Rio Doce.

Diz o texto, assinado por Gilka Resende: “Com essa abertura, chegaram a todos os acionistas presentes, bem como à direção e ao conselho da ThyssenKrupp, denúncias sobre crimes ambientais e sobre o desrespeito aos direitos humanos e trabalhistas cometidos pela empresa Companhia Siderúrgica do Atlântico (TKCSA) no Brasil”.

Aqui você lê a matéria na íntegra.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Economia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s