Uma princesa ou 1 milhão de escravos?

colar

(A argola de ferro, a punição de escravos fugitivos. De Debret).

Acabo de ler um livro muito bom. A vida dos escravos no Rio de Janeiro – 1808-1850, da norte-americana Mary C. Karasch.

Karasch descreve, por exemplo, como funcionava o mercado do Valongo. Já havia lido referências antes e aprofundei minha curiosidade sobre este local. Um mapa do século XIX localiza o Valongo entre os morros da Conceição e do Livramento, perto do cais do porto no Rio. Por lá passaram 1 milhão de africanos na primeira metade do XIX.

Peguei o mapa, o carro, e fui ver se sobrara algo, se havia alguma referência ao mercado. No local apontado descobri uma “ladeira do Valongo”, que dá acesso ao Morro da Conceição – onde fica uma favela e no topo um Observatório Astronômico e uma unidade do Exército. Do lado oposto, há a ladeira do Livramento. O mercado, na descrição de Karasch, ficava exatamente neste vale.

Não encontrei nesta primeira visita nenhuma referência “oficial”. Há, sim, numa praça próxima, uma placa. Nela se lê que o “cais do Valongo” foi revitalizado em 1800 e lá vai bolinha, para a recepção de uma princesa que se casaria com D. Pedro II.

E é tudo. Sobre os 1 milhão de escravos que passaram por ali, nada. Voltei do passeio achando que o local mereceria um museu. Uma grande exposição apontando de onde vieram os escravos que por ali passaram (Angola, Congo, Moçambique),  as diversas culturas africanas, as diferentes línguas, religiões, as roupas, as comidas e tudo o mais.

Anúncios

6 Comentários

Arquivado em História

6 Respostas para “Uma princesa ou 1 milhão de escravos?

  1. Taí, Rogério, é uma bela idéia… E bem que poderia ser vinculada a algum tipo de reforma urbana naquela área, que é uma das mais degradadas do Rio. Quem sabe algo ligado à revitalização do porto?

    Abraços

    • rogeriojordao

      bom, se para além da especulação imobiliária pensassem em algo assim, seria extraordinário…um espaço de memória desses serivira a escolas, seria ponto de turismo etc…

  2. Rodrigo Vianna

    Salve, camarada. Há algum tempo, não entrava no blog. Tá bem legal, hem! Parabens. Gostei do post sobre arte na rua. E da charge do marido elefantão. He, he. Mas esse texto sobre o mercado do Valongo é o mais bacana. Reportagem. Muito bom. Só uma pequena observação: senti falta de uma foto da tal ladeira hoje em dia. Dá vontade de ver o lugar hoje. Abs!

  3. Silvia Knoller

    Prezado Rogério, pesquisando sobre o assunto do Cais do Valongo, me deparei com seu artigo. Faço parte do grupo VoluntáRIOs, surgido através da campanha em 2008 e 2010 do Gabeira. Após as eleições continuamos juntos num grupo não-partidário, e sem vinculação com o Gabeiras, apenas com interesses sobre assuntos de nosso cidade e de nosso Estado. Estamos articulando alguma movimentação em torno da ideia de acabar com parte do Cais do Valongo e do Cais da Imperatriz para as tubulações das águas pluviais (ver matéria de anteontem no Globo). Coisas de nosso nobre e muderninho prefeito.
    Vamos escrever uma matéria a respeito na nossa revista na Web, endereço: redepv.org.br/voluntariosrio.
    Vou sugerir um link para esta sua matéria.
    Um abraço
    Silvia Knoller

  4. Silvia Knoller

    Rogério, na pressa cometi um equívoco, o que pode gerar dúvidas. SOMOS CONTRA A IDEIA DE ACABAR COM PARTE DOS CAIS!!! É NECESSÁRIO PRESERVÁ-LOS!!

  5. Interessante livro, machado de Assis descreve objetos antigos usados por escravos no seu sensacional conto Pai Contra Mãe o que lembra a foto acima que salvo engano é de Debret, sou de Goiás mas sou apaixonado pela História do Rio ou Brasil. Ótimo blog. Um abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s