Vem aí mais uma mobilização contra o aborto

blue-red-iren-tarvid

Imagem: Iren Tarvid 

Depois de sofrerem um revés midíatico com as desastradas declarações do arcebispo de Olinda e Recife, dom José Cardoso Sobrinho – que ao condenar o aborto legal feito em uma menina de 9 anos disse que este é mais grave do que o estupro (estabelecendo um absurdo parâmetro de comparação) — os grupos “pró vida” (contrários à legalização da interrupção da gravidez) preparam novas campanhas para este ano, quando o Supremo Tribunal Federal (STF) julga o aborto em anencefalos.

E, das associações religiosas, não é apenas a Igreja Católica que milita contra o direito ao aborto; os espíritas também se mobilizam com afinco (já os pentecostais da Igreja Universal são, neste tópico, mais flexíveis).

O diretores do filme Bezerra de Menezes – O Diário de um Espírito,  os cearenses Halder Gomes e Glauber Filho,  finalizaram dois curtas “pró-vida”, a serem utilizados em campanha pelo país.

Lançado em 2008, o filme Bezerra de Menezes, de baixo orçamento e que conseguiu 500 mil espectadores no país, é um projeto da Associação Estação da Luz, instituto de cunho espiritista do Ceará. De acordo com seu produtor, Luis Eduardo Granjeiro Girão,  o longa-metragem foi dedicado às “crianças vitimas de aborto provocado”. A história de Bezerra de Menezes não fala em aborto, embora haja uma conclamação contra a prática no final do filme, em, quase, uma propaganda subliminar, quando o espectador é pego de supetão com a exibição de uma frase atribuída a Madre Teresa de Calcutá.

A turma contra o aborto mobiliza sua própria mídia (filmes e informações que veiculam via TVs e rádios que controlam), para uma polêmica em que, aparentemente, forças religiosas significativas encontram-se em sintonia.

Do outro lado, por enquanto, além dos movimentos de mulheres, o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, vem desempenhando seu papel republicano, salvaguardando – pelo menos em suas reações na imprensa — o caráter laico do Estado brasileiro.

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Mulheres

3 Respostas para “Vem aí mais uma mobilização contra o aborto

  1. Rogério, na verdade o bispo disse que o aborto é mais grave que o estupro. E não menos, acho que tem um errinho de redação… bjs

  2. Márcia

    POR REAIS DIREITOS DE CIDADANIA

    Carta à candidata Dilma Rousseff:

    Tenho a certeza de que será eleita e que o Brasil terá sua Primeira Presidenta.
    Muito me alegra isso, pois tenho também total convicção de que o país continuará crescendo e quem ganhará com tudo isso é o povo brasileiro. Assim como Lula foi eleito e reeleito, e muito nos emocionou sua vitória, também sentiremos orgulho de gritarmos em uníssono “ a cidadania venceu”!
    Todavia tive bruscamente o meu direito de voto vetado, a partir de um debate promovido pela Folha/ UOL.Sabe do que eu estou falando… Pois é…
    Bom, vou falar um pouco de mim: Sou mãe do João Carlos; hoje ele está com quase cinco anos. Gerei-o no meu coração durante 3 anos, assim que fiz o “meu pré-natal” no fórum vizinho à cidade onde moro. Já quase “quarentona” optei , junto ao meu marido, por adotar uma criança, tirar uma vida de uma exclusão social e dar a ela
    dignidade, amor; uma família.
    Fiz um novo “pré-natal” há quase quatro anos e também gero no meu coração uma nova criança. Como eu e meu marido, há milhares de casais sonhadores que também clamam, numa fila muito lenta, pela paternidade de uma vida, muitas vezes indesejada.
    Para nós, pais do coração, pouco nos importam como essas crianças foram geradas, pois as mesmas passam vir ao mundo, nascer para nós, no momento em que nos são confiadas pelas mãos de um juiz. No momento do “parto” ou no “pós-parto” somos informados sobre um pouco do histórico da criança.Tive a informação, por exemplo, de que a mãe biológica do meu filho fora vítima de uma violência sexual , na gestação da minha criança. Outros boatos confirmam que a violência teria sido antes e que ela fora concebida a partir de um ato de estupro.
    Mas tudo isso para nós, corações abertos para amar incondicionalmente a criança que nos será confiada, parece se situar como algo secundário… Isso é apenas um dado…. Pois para nós o que importa é o amor, o qual parece superar tudo isso.
    Por tudo isso, somos expressivamente contra o aborto. Nada justificaria tal ato! Sobretudo em um país que tanto apregoa direitos de cidadania, direitos da criança… Que contradição é essa?! Que sociedade é essa mais excludente que não dá à criança o direito de voz: “Quero vir ao mundo”!. “Por favor, não me exclua dentre os escolhidos”!
    A mãe biológica de João carlos, sem nenhuma escolaridade, permitiu que ele viesse ao mundo através dos cuidados de uma família substituta. No seu coração, certamente gritou a voz da sabedoria: a VIDA! Com a legalização do aborto, em casos de estupro, certamente arrancariam a vida do meu filho por mãos de monstruosos médico que juram em vão pela vida humana. Mas o João Carlos veio ao mundo por meio da vontade de sua mãe de gerá-lo e entregá-lo em mãos desconhecidas, mas que, com total certeza, dariam continuidade à sua vida, por meio do gesto da adoção. Como o meu João Carlos, que num amanhã muito próximo poderá ser o Presidente da República ou até mesmo um grande homem como Luís Inácio Lula da Silva. Tudo isso porque não teve o seu primeiro direito de cidadania negado: a VIDA!
    Quanto ao “direito da saúde da mulher”, tenho muito medo sim dos traumas permanentes causado pela gravidez interrompida. Acredito ser muito mais traumatizante ser a própria criminosa de um ente indefeso gerado no seu próprio ventre do que lhe dar o direito à vida, custe o que custar Imagine o gasto aos cofres públicos recuperar a saúde psíquica de uma mulher cuja natureza intrínseca é da procriação.
    ( Autora desconhecida)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s