Ódio às mulheres

Imagem: Cris Bierrenbach/dias de fúria…

O portal “Violência contra a Mulher”, hospedado no site do Instituto Patrícia Galvão (instituição que analisa a mídia, principalmente no que concerne a questões ligadas a mulheres) traz uma reflexão interessante sobre o recente assassinato de Eloá, 15 anos, pelo seu ex-namorado, Lindemberg Alves, em Santo André, após seqüestro. Reproduzo abaixo um trecho; vale a pena ler o texto todo no site do Instituto.

O que faltou à mídia destacar?

Faltou relembrar as centenas de comportamentos semelhantes ao de Lindemberg Alves. Isto é, faltou dizer que o homicida passional é possessivo, egoísta, não suporta ser contrariado, é vingativo e muito perigoso; que este tipo de assassinato acontece todos os dias no país; e que Lindemberg Alves exibiu um comportamento tristemente conhecido, cujas características são a agressão, o ódio e a destruição do outro, e não a paixão e o amor. Como Pimenta Neves, Doca Street, Lindomar Castilho e inúmeros “homens de bem”, Lindemberg, frustrado e de posse de uma arma, relacionou-se com sua ex como se ela fosse sua propriedade e decidiu que seu fim deveria ser a morte.

(extraído do site do Instituto Patricia Galvão)

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Mídia, Mulheres

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s